Tenra loucura

 

“Eu prefiro viver de loucuras trágicas do que viver na tragédia de nunca ter vivo uma loucura.”

 

Quero andar por ruas que não sei onde vão dar

Deixar que meus pés livres me guiem sem querer saber a direção

Ir para lugares nunca antes percorridos

Gosto, apenas, de sentir que sigo, sem me importar para qual direção

Quero a intensidade do gosto, do gozo, da vida

Me importam as pequenas coisas, os mais singelos sorrisos

O bater forte do coração, o frio na barriga, o suar das mãos são os meus guias

Quero sentir o que nunca sentiria, amar como nunca amaria, viver sem nunca ter vivido

Para dormir tranquilo o sono da morte, sem saber que sonhos terei, nem como os sonharei

Quero os cheiros mais fortes, os mais diversos sabores, os olhares mais penetrantes

Desejo olhar no fundo do ser para ver o ser que quero, com meu mais louco desejo ser

Quero viver uma vida inteira, sem medo de nada, no soprar do vento mais forte

E no meio da curva da morte pegar carona com outro vento que venha do norte

Seguir para o sul, percorer teu corpo de uma ponta a outra, sem deixar de perceber as extremidades dos teus medos

Quero sentir por sentir, viver pelo mais belo prazer de viver

E assim perceber a beleza dos olhos que me olham, dos ouvidos que me ouvem, das bocas que me beijam pelo bel-prazer!

Djuli Themistocles

melhor ser louco do que ser engolido pela loucura da vida

melhor ser louco do que ser engolido pela loucura da vida

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s