De Peito Aberto!!!

peito abertoAbri meu peito…

E de lá sairam coisas que eu nem lembrava que existiam…

Vi sair de mim coisas preciosas há muito guardadas…

Coisas que resitiram ao tempo, à distância, às inconstâncias da vida…

Primeiro sairam velhas amizades

Daquelas que se jugavam perdidas, esquecidas

Que  bricamvam na rua de casa

Que sentavam na  mesma mesinha da escola

Que dividam o paraiso

Depois descobri os cantinhos…

Os cantinhos secretos que amamos por só existirem pra gente…

Aquela árvore, aquele quarto, aquela duna na praia distante…

Encontrei também momentos preciosos…

Aquele beijo, aquele cheiro, aquele abraço, aquele sonho…

As estrelas na noite de lua…

A lua cheia…

Encontrei amores, amados, amantes…

Me derramei, me debulhei, me desmanchei

Chorei por tudo. Chorei por nada. Chorei até por absurdos.

Quando abri meu peito  me vi fraca e forte

Tive vontade de me esconder do mundo ao memos tempo que gritei minha existência

Amei, odiei e me apaixonei

Me perdi nas ilusões e me achei nas emoções…

Me infantilizei e amadureci…

E vi que é melhor encarar a vida de peito abreto!

Djuli Themistocles

lua no peito

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s