Louca contradição

Se um dia a tua dor for maior

Do que tu consigas suportar

Não tenhas vergonha de chorar

Eu juro que não olharei para tuas lágrimas

Mas te prometo meu ombro

Para nele tua cabeça recostar

E se diante da minha dor

Nos teus lábios um sorriso brotar

Não te encabules

Me convida è gargalhar

Se na tua irá começares a xingar

Não se preocupe

Meus ouvidos estão aqui para te ouvir desabafar

E se na tua loucura me convidares à dançar

Mesmo descompassada, tentarei te acompanhar

E se minha contradição te assustar

Não te inquietes

É nessa contradição que os loucos aprendem a se apaixonar

E, lá no fundo, só os loucos é que sabem o que é amar!

Djuliana Themistocles

Tudo que me basta…meu caminhar!

Não perca seu tempo tentando me julgar

Você não é tão bom para isso

Deixe isso para os que são mais competentes

Eu não preciso dos seus pré-conceitos

Os meus conceitos já me bastam

Não me diga o que é certo

Minhas certezas estão gravadas em mim

E as escrevi com razão

E, acima de tudo, paixão

Minhas idéias me dirão o caminho

E meu coração me fará caminhar

Portanto não tente me dizer onde devo ir

Nem onde e quando devo chegar

Se vou chorar ou sorrir

Só o tempo dirá

Quando eu cair, vou levantar

E se eu sofrer, um dia a dor passará

Me deixe ir então…

Eu saberei quando for a hora de parar!

Djuliana Themistocles

TRAIÇÃO

Te traio meu bem

E te traindo me traio também

Te traio com dor

Mas traio por amor

Te traio de forma pura e insana

Te traio para não mais te trair

E te traindo algo se preenche em mim

Não te traio mais que as ondas

Traindo o mar para a praia beijar

Nem menos que o vento

Traindo as árvores ao suas folhas derrubar

Te traio com essa saudade tua

Que me preenche um vazio chamado SOLIDÃO!

Djuliana Themistocles